terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Curitibando

Teço meu descanso no diluído do tempo, no momento sem fim
Onde a vida é um ato, único, simbiótico
Na ausência do sol a tarde azul profusa emana sua brisa sorridente
O vento rodopia nas folhas, que cantam, dançam
e enfeitam a aceitável morte do dia

O salto da alva rosa apressada, que farfalha sua saia, suas pétalas postiças,
Dialogando com o assovio do vento
A cadência da bela do ocaso que passa sem negar seu olhar
Ela conheçe o segredo da tarde

Tecendo o entardecer cruzam transeuntes, solitários, completos, perdidos em si,
concorrendo os autos que riscam a visão com suas cores velozes,
compondo o espaço no tempo sem tempo

É sem sol, é sem fogo e sem horas, e apenas sabemos ser tarde
É tarde, meu amor, é tarde em Curitiba




.

22 comentários:

Anônimo disse...

Como diz Lisiê Silva....

Os Poetas são sábios dos sentimentos.
Doutores nos segredos da alma.
Escultores da grandeza do espírito.
São os mágicos da vida:
Transformam a alegria,
a dor e a tristeza
em arte de rara beleza.

Parabéns Elias têm uma alma lindaaa.


Att: Stephany

Elias Balthazar disse...

Poxa, então,espero ser um poeta um dia

:)

Obrigado Stephany. suas palavras me animaram.

Paola Foroni disse...

Amo Curitiba.. é mesmo uma cidade inspiradora!

Elias Balthazar disse...

Olá Paola. De fato.

Cá Nobre disse...

Lindo... espero um dia conhecer tal cidade que lhe deixas tão inspirado...

Bjos,

Carla

Elias Balthazar disse...

Espero que conheças um dia

:)

Jeferson disse...

Olá! Que versos!! quando voltas? Já estou em Porto Velho, e é de noite por aqui! Mande notícias.. boa "Viagem".

Ass: Jeferson

Elias Balthazar disse...

Olá, meu amigo, não sei ainda quando volto. Assim que voltar nos falamos sem demora.

Grande abraço

Gláucia disse...

Curitiba e o universo conspiram a seu favor, por isso a exposição desse sentimento de alma. Belo poeta, bela poesia...parabéns!!!!!

Confissões de Lolita disse...

Vim retribuir sua visita.
bjo grande.

SteinFX disse...

Como sempre meu amigo.. vc sempre arrebentando!

Merlaine Garcês disse...

Obrigada pela visita!
Bjs!

Valter Montani disse...

Caro Elias,

Agradeço e retribuo sua visita em meu blog, apareça sempre, seja lá em nome de quem, abraço!

Elias Balthazar disse...

Caro Valter, somos todos o Elias
habitamos mesmo corpo


Grande abraço

Valéria Sorohan disse...

Curitibei junto a ti, que coisa linda! Vai paulistar lá no meu blog também.

BeijooO*

Milena Buarque disse...

Belíssimo, Elias.
Muito obrigada pela visita. Adorei seu comentário; ele procede. ;)

Gostei muito do nome do seu blog também.

Um beijo,
Mii.

Carol Vilhena disse...

Lindo poema! Quem derá ter um lugar o qual fosse capaz de me inspirar versos tão bonitos. Espero um dia conhecer Curitiba, quem sabe não é por lá!

Úrsula Avner disse...

Olá caro Elias, que bom poder "curitibar" de forma tão docemente poética... Grata por sua visita e carinho em meu blog de poesias. Grande abraço.

Juhfarias. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juhfarias. disse...

Belo, muito belo.
Curitiba é uma cidade meio traumática pra mim, mas parece ser uma cidade muito encantadora! :)
Adoro seus textos :*

Camy disse...

OOOOOhhhh inveja tua ...

Queria está em Curitiba tbm...

Não conheço a cidade, mas sei que é bela...

Isso deve ter te inspirado muitoooo...

=D

Elias Balthazar disse...

Curitiba é ótimo. Me agrada muito. Não tem o crepusculo que temos em Porto Velho, mas nada é perfeito né